Contactos

Planos de Saúde para pessoa física e jurídica

  • Pessoa de contato: Carlos Maciel
  • Telefone: +55 (011) 95328-20-08 ramal wathsapp, NEXTEL
  • +55 (011) 97377-48-23, Vivo
  • Endereço postal: AV João Paulo Ablas, 1430, Cotia, São Paulo, 06711250, Brasil

Renovações do site

Planos de Saúde para pessoa física e jurídica

560x340Como saber se o plano de saúde escolhido e a empresa que fornece esse serviço são confiáveis? Peça à empresa que vende o plano de saúde o número de registro da operadora e do plano na ANS. Em Informações e avaliações de operadoras , você pode: conferir esses dados, conhecer o desempenho dessa operadora de planos de saúde no programa de Qualificação da ANS e a posição dela no ranking das empresas de planos de saúde que mais recebem reclamações de seus consumidores.

Meu plano de saúde é obrigado a cobrir todos os atendimentos de que eu precisar? Não. O plano só é obrigado a oferecer as consultas, exames e tratamentos previstos no contrato. O mínimo que precisa ser oferecido pelo plano no contrato é estabelecido pela ANS conforme cada tipo de plano (ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, referência ou odontológico). Se o seu contrato mencionar algum atendimento que não esteja na lista previsto pela ANS, o plano é obrigado a cobrir. Confira aqui a cobertura mínima obrigatória.

Como funciona o atendimento de urgência/emergência?
Depende do tipo de plano de saúde que você contratar, confira:

Tipo de plano

Urgência

Emergência

Plano ambulatorial.

Atendimento limitado às primeiras doze horas em ambulatório.

Atendimento limitado às primeiras 12 horas em ambulatório.

Plano Hospitalar

Acidentes pessoais: atendimento integral

Carência cumprida (máximo de 180 dias): atendimento integral.Carência a cumprir (após 24 horas): limitado às primeiras doze horas, em ambulatório.

Assim, se o seu plano de saúde for apenas ambulatorial, o atendimento de urgência/emergência é limitado às primeiras 12 horas em unidade de pronto-socorro. Se forem necessários procedimentos médicos que exijam que você fique internado em um hospital, ainda que seja por menos de 12 horas, você não terá direito a fazer isso pelo plano de saúde. Nesse caso, caberá ao de plano de saúde transportar você da unidade de pronto-socorro credenciada ao plano para uma unidade do SUS que tenha disponibilidade para prosseguir com o tratamento.

Já para ter direito a atendimentos dentários de urgência/emergência, o plano de saúde precisa ser odontológico. Os atendimentos odontológicos definidos em lei deverão ser realizados com cobertura completa pelo plano de saúde após 24 horas do início da vigência de seu contrato. Você pode consultar estes procedimentos na cobertura mínima obrigatória definida pela ANS.

O que influencia o preço do plano de saúde? Os serviços a que o plano de saúde dá direito. Assim, por exemplo, um plano de saúde que só inclua consultas e exames tende a ser mais barato que outro que inclua também tratamentos odontológicos e internação hospitalar. Um plano que só dê direito a atendimento na cidade em que você mora tende a ser mais barato do que um plano que permita que você seja atendido em qualquer lugar do país. Outro fator que influencia o preço de um plano de saúde é a idade: quanto mais idosa a pessoa for, maiores as chances de ela precisar usar os serviços de saúde e com mais frequência; por isso, o plano tende a ser mais caro.
Como é o reajuste das mensalidades do plano de saúde? Os planos de saúde individuais ou familiares só podem ser reajustados de duas formas: um reajuste anual, definido pela ANS, na data de aniversário do contrato, e outro reajuste por mudança de faixa etária. Peça para a empresa que vende o plano de saúde os valores das mensalidades de todas as faixas etárias para que você possa ter uma ideia desses valores. O primeiro reajuste por mudança de faixa etária é aos 19 anos; depois, de 5 em 5 anos, e o último, aos 59 anos.
fonte http://www.ans.gov.br,

560x340

Planos de Saude